... ...

Serviços



A avaliação técnica em radioproteção tem como objetivo principal verificar o cumprimento das condições básicas em proteção radiológica e qualidade de imagem para diagnóstico em saúde, conforme determinado pela Portaria SVS/MS nº 453, de 1998.

Para as tecnologias não contempladas na legislação nacional, a avaliação técnica pelo UERJ/LCR/PRS utiliza como referência as recomendações estabelecidas pela Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), organização que o Brasil é membro integrante.

Para realização desta avaliação técnica, testes são realizados nos equipamentos emissores de radiação ionizante a fim de verificar certos quesitos da qualidade do procedimento, certificando-se assim o cumprimento dos princípios básicos de proteção radiológica. A avaliação realizada regularmente garante a calibragem adequada dos equipamentos, a otimização das doses administradas, e consequentemente, a otimização de insumos e uma boa imagem para diagnóstico.

Como exemplo, a avaliação da Tomografia Computadorizada (TC) fornece informações que permitirão ao serviço de saúde verificar as condições de otimização de seus protocolos, o que pode aumentar a vida útil do tubo de raio X dos aparelhos averiguados. Também avalia se a imagem entregue ao médico atende aos padrões de qualidade estabelecidos pelas normas nacionais.

O LCR tem investido fortemente em profissionais e equipamentos que permitem a avaliação desses serviços sob padrões internacionais. Incluídos nestes equipamentos está o fantoma de qualidade de imagem desenvolvido pelo ACR (American College of Radiology - Colégio Americano de Radiologia), utilizado nos EUA como um dos indicadores para acreditação. Outro equipamento é o conjunto utilizado para dosimetria das radiações, que utiliza critérios que atentem aos padrões internacionais.

Como parte do processo de atendimento, após o pagamento da vistoria o LCR agenda a vistoria por e-mail. No dia agendado (horário integral : das 9 às 17 horas), o profissional faz a vistoria no local, que será concluída com a emissão do relatório técnico, o qual contém os resultados desta avaliação. Os quesitos indicados pela expressão NÃO CONFORME e SI (no quadro de identificação do seu aparelho)devem ser ajustados.

O estabelecimento terá 90 dias para realizar as correções e relatar quais medidas adotou de correção entregando ao LCR a DECLARAÇÃO DE MEDIDAS ADOTADAS (DMA) (clique aqui para ver como elaborar a DMA https://onlineprs.netlify.com/video/PRS-v%C3%ADdeo-entrega-da-DMA.mp4. Entregue a DMA da forma explicada na página 4 do relatório técnico.

A DMA entregue será avaliada por um analista do Programa. Quando aprovada, a vistoria será conduzida para emissão de laudo.
Todo este processo de atendimento é feito em meio digital, exclusivamente pelo site www.prsonline.com.br.

Confira abaixo quais os testes, medições e conferências são realizados pela equipe técnica do PRS.